segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Gran Vía - Um coração que bate intensamente

O dia nasce na Gran Vía.


 


Prédio Metropolis construido em 1905 com fachada parisiense
Fim do dia na Gran Vía com sua luzes acesas e o vai e vem de pessoas


A Gran Vía iluminada.

Chegamos em Madrid e a primeira coisa que eu vi foi a Gran Vía. Era por volta de 15 horas, hora local (são 4 a mais que Brasília, mas a Espanha estava com horário de verão e por isso estava 5 horas a mais). Ainda havia movimento em alguns restaurantes, mas estava perto da hora da siesta e a rua estava tranquila.

Mochila nas costas, longo tempo desde o aeroporto, cansada do voo e da imigração, até que finalmente saí do metrô. Quando levantei o rosto me deparei com aquela avenida grande, cheio de prédios com um ar de antigo sem ser decadente e ali eu soube que iria adorar Madrid.

O nosso hotel ficava ali, bem pertinho do metrô e comecei a experimentar os sabores madrileños por aquela avenida charmosa. Todas as minhas primeiras impressões de Madrid foram na Gran Vía: um lindo cartão de visitas. Esta avenida, a principal da cidade, foi inaugurada em 1910. Mudou de nome diversas vezes e foi até motivo de piada. No governo do ditador Franco recebeu o nome do fundador do partido Falange: Av. de José Antonio. Só foi batizada de Gran Vía em 1981, com a democracia já instalada.

A Gran Vía é larga e cheia de prédios interessantes. Quando estiver nela, não se apresse. Caminhe com calma, olhe para todos os lados e especialmente para cima. Sinta, aprecie. Faça compras, tome um café ou desayuno, acesse a internet, ande sem rumo, almoce, faça um happy hour. Ela fica entre a Calle de Alcalá e a Plaza de España e levou muitas décadas para ser construida. Em alguns momentos ela pode lembrar a Broadway com seus teatros, cinemas, bares e cafés. Em outro, uma Paris antiga, de séculos passados.  Lojas para todos os gostos. Comemorações importantes da cidade acontecem ali.

À noite, depois do trabalho, o movimento é intenso. As pessoas caminham, conversam, comem, bebem. Fazem fila para assistir filmes e espetáculos. A avenida fica cheia de vida, de movimento. Misture-se e sinta a pulsação desta linda avenida.