quinta-feira, 15 de março de 2012

TEATRO COLÓN: Manon visita Buenos Aires:








Era uma noite chuvosa e fria de Junho, em Buenos Aires. E era nossa última noite na cidade. Resolvemos celebrar nossa despedida com uma ida ao Teatro Colón. Inaugurado em 25 de Maio de 1908, com a ópera Aida de Giuseppe Verdi, o teatro fica bem no centro da cidade. Mas, entre 1857 e 1888 ele ficava em frente a Plaza de Mayo, onde hoje funciona o Banco Nación.

O teatro, que é um símbolo cultural da cidade, passou 3 anos fechado para reformas. À noite, todo iluminado, mostra todo o seu glamour. Fomos assistir ao ballet Manon, baseado na obra Manon Lescaut do francês Abbé Prevost. Manon é jovem e sensual. Interesseira, ela sente muito amor pelo dinheiro e pelo luxo. A história dela se passa no século XVIII e envolve o velho e rico Geronte com quem combina com o irmão de Manon o seu rapto e um jovem cavaleiro que se apaixona perdidamente por ela.

No balcão do Colón

O lindo teatro iluminado
O teatro por dentro é magnífico. Lindamente iluminado, as pessoas vão chegando, conhecidos se cumprimentam. Pessoas de todas as idades, a maioria muito bem arrumada. Optamos por assistir ao espetáculo no balcão em frente ao palco. Nem sempre a visão dos balcões é boa: em muitos pontos não conseguimos ver todo o palco, mas a sensação é de voltar no tempo. Me senti no século XVIII, o século de Manon. Me senti como uma observadora de sua história, se desenrolando sob meus olhos. Me senti plebe, me senti inserida naquele contexto mágico. Saí do teatro em estado de graça.

Mas a noite de despedida da adorada Buenos Aires não acabou por aí. Teve mais: Kentucky e mais: Persicco

Cerrito 628
Ciudad Autónoma de Buenos Aires
República Argentina | +5411 4378 7100