segunda-feira, 16 de abril de 2012

Valle de La Luna y Valle de La Muerte









Uma região inóspita, onde pode-se ouvir o silêncio. Marron é a cor predominante em contraste com o céu de um azul absurdamente intenso e sem nuvens, que se enche de cores com o por do sol. Para qualquer lugar que olhemos, só conseguimos encontrar areia, pedra, secura. Raramente chove no Deserto do Atacama.

Os Vales da Lua e da Morte fazem parte desta paisagem fantástica. O Vale da Lua, que dista cerca de 17 km de San Pedro do Atacama, recebeu este nome porque lembra a lua. Já para o Vale da Morte, cerca de 3Km da vila,  há algumas versões. Uma delas é de que ali é tão seco que nada consegue nascer. Ambos ficam na Cordillera de la Sal.

Contratamos um passeio (Agencia Terra Extreme) no dia em que chegamos na região. Era fim de tarde, estava friozinho. Pegamos uma van com pessoas de diversas nacionalidades que nos levou, com um guia, pelo Valle de la Luna, onde ouvimos a história do lugar. Em seguida, subimos uma enorme duna, por uns 10 minutos, e nos deparamos com o Valle de La Muerte. Sentamos ali nas rochas, em meio aquele deserto, ouvindo os nossos próprios pensamentos e vendo aos poucos o céu ir mudando de cor. Vale cada segundo. O passeio todo durou cerca de 4 horas. Quando saimos de lá já era noite.