terça-feira, 3 de julho de 2012

O que é que a Bahia tem? Salvador de muitos encantos.

Vista da Praça Castro Alves desde o Espaço Unibanco


Praça Castro Alves com a linda vista da Baía de Todos os Santos


Vista da Baía de Todos os Santos desde o Espaço Unibanco


Igreja da Barroquinha






























 
Espaço Unibanco de Cinema - Glauber Rocha

Salvador tem muita história. Esta história, às vezes, se mistura com o cotidiano da cidade. O Espaço de Cinema Unibanco - Glauber Rocha, além de ótimas salas de cinema (o espaço leva no nome do cineasta baiano), tem também uma livraria, um ótimo café e uma vista linda para a Praça Castro Alves e  para a Baía de Todos os Santos. Vemos ainda, de cima, a Igreja da Barroquinha e logo ali, pertinho, fica a Caixa Cultural.

A rosácea que decora a parede do prédio, onde antigamente funcionava o cine Guarani, é uma imitação da que ilustrou o poster de Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber, em 1964. Dentro é possível perceber que muita coisa foi aproveitada quando o local foi reformado para funcionar o Espaço Unibanco.

A estátua do poeta dos escravos que enfeita a praça, foi fundida em São Paulo e chegou à Bahia em 1922, sendo colocada em seu lugar no dia 20 de Junho de 1923. Os restos mortais do poeta estão aí, guardados no monumento, desde 1971, quando aconteceu o seu centenário. É na Praça Castro Alves que acontece o tradicional encontro de trios da capital baiana no carnaval. 

Ao lado está a Igreja da Barroquinha, tombada pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Em 1722 Manuel Ribeiro Leitão doou as terras para a contrução da Capela da Confraria de Nossa Senhora da Barroquinha. Se estiver na cidade no verão, confira se estão acontecendo os shows de Mariene de Castro. Durante a estação ela costuma fazer seu show (Santo de Casa) neste espaço, e é um programa sensacional que tem a cara da Bahia.

Bem próximo do Cine Glauber Rocha, está a Caixa Cultural. O Museu funciona na antiga Casa de Oração dos Jesuitas, construida na segunda metade do século XVIII e sempre tem muitas exposições interessantes e gratuitas no espaço. E o prédio é belíssimo.