segunda-feira, 16 de julho de 2012

Salar do ATACAMA no Chile:

Salar do Atacama

Um flamingo do Salar do Atacama
A natureza é mesmo impressionante no Deserto do Atacama. No mesmo dia em que visitamos as Lagunas Altiplânicas, visitamos o Salar do Atacama. 

O Salar é uma depressão de 3 mil quilometros quadrados coberta por uma camada de sais, provenientes das cordilheiras: dos Andes e de Domeyko. A água que não consegue escoar, evapora deixando depósitos de sais. Em alguns pontos a espessura pode chegar a 1450m. 

O Salar contem algumas lagoas onde vivem vários flamingos. Só podemos ver de longe para não atrapalhar a vida deles e reprodução, para que eles não migrem.

Podemos resumir o Salar em uma palavra: incrível. Aquele imenso descampado de sal, onde a luz do sol reflete forte, o azul do céu do Atacama sem uma nuvem é um cenário que nos deixa sem ar. Ok, a altitude também contribui para isso, mas o lugar é sensacional. 

As Lagoas do Salar

Lagoa Chaxa do Salar do Atacama
Escolha bem o sapato que vai usar nesta visita: eu fui de tênis e fiquei surpresa quando olhei a sola. O sal comeu a borracha, fez um estrago razoável. Mas nada que me impedisse de continuar usando o tal tênis estragado o resto da viagem que durou mais uns 15 dias.

Os vulcões que cercam o Salar costumam entrar em erupção. Disse-nos a guia, uma morena simpática, com  feições de índia e longos cabelos negros, que os chilenos se divertem quando isso acontece porque a fumaça vai toda para a Argentina. Sim, eles também têm birra com nossos amigos porteños.

O passeio é feito por empresas locais, com guia e transporte. Tem várias delas na avenida Caracoles, a principal rua da Vila de San Pedro do Atacama. Escolha a que mais te agrade. Elas costumam seguir as mesmas regras.