segunda-feira, 18 de março de 2013

Aracaju, Sergipe: impressões e sensações

Casquinha de aratu do "Pitu com Pirão da Eliane"

Ensopado de pitu do "Pitu com Pirão da Eliane"

A varanda do "Pitu com Pirão da Eliane"

Restaurante O Miguel

Surubim na brasa de "O Miguel"

Restaurante O Miguel

Café da manhã da Pousada Olá

Pizza Aracajuana
Praia de Atalaia

Fui passar o final de semana em Aracaju, por causa de um evento de corrida. Não gosto de ir à praia (embora goste de um bom mergulho no mar), nem de bar e muito menos de comer caranguejo. Por isso não fiz nenhum dos tradicionais programas que meus amigos indicaram para fazer na cidade.

O tempo também foi curto e não fiz muita coisa. Abaixo, algumas impressões da capital sergipana:

  1. os aracajuanos são muito simpáticos, divertidos, intrometidos, faladores, alegres e tem um sotaque delicioso de se ouvir. Em muitos lugares em que estivemos, as pessoas simplesmente puxavam assunto como se fóssemos amigos de décadas. E eles não tem o menor pudor em perguntar coisas de sua vida;
  2. o surubim na brasa do restaurante O Miguel é delicioso! Pedimos uma porção de feijão de caldo para acompanhar e foi de comer rezando. O surubim com arroz à grega e o feijão saiu por pouco menos de R$70,00 para duas pessoas. Mas o garçom já avisou logo que não é sempre que tem o surubim não. E que ele já viu muito freguês ir embora por isso;
  3. O ensopado de pitu do restaurante "Pitu com Pirão da Eliane" também é muito bom. Cerca de R$100,00 para duas pessoas, com pirão e arroz branco. E o garçon insistiu que era a melhor opção. "Peça, homi, peça! Peça o filé de pitu, que é o melhor."
  4. Quer saber sobre a cidade? Converse com os taxistas. Eles falam sem parar sobre tudo o que você quiser saber e acredite: você poderá ouvir coisas surpreendentes. O que nos levou ao aeroporto se lembrou no caminho "vixi, esqueci de picolé, tinha a corrida de picolé, mas cochilei...". Taxi por lá não é barato. Para percorrer 2km pagamos R$13,00;
  5. o Shopping Jardins é cheio e pequeno. Não vale à pena;
  6.  a cidade tem muita opção de restaurante. Se gostas de comer, terás dificuldade em escolher. Tem opção para tudo quanto é gosto ali na Praia de Atalaia, onde as pessoas andam de um lado para o outro. No domingo, no entanto, procuramos, por volta de 21h um restaurante para jantar e tudo estava fechado. Encontramos então na rua de trás uma pizzaria (Forno à Lenha -Endereço: R. Dr Niceu Dantas, 435 - Atalaia) e comemos uma pizza, que eu não achei muito boa. O curisoso é o que vem à parte: molho de tomate e queijo parmesão ralado;
  7. Para quem gosta de praticar atividade física a praia de Atalaia é boa pois é ampla e tem pista de corrida/caminhada e ciclovia;
  8. Ficamos na pousada Olá, típica pousada de praia: simples, com um básico e bom café da manhã, quarto amplo e limpo, (com um colchão péssimo, mole e com um buraco) e banheiro adequado (com alguns pontos de ferrugem). O pessoal é bem simpático e falador como me pareceram os habitantes desta cidade. Muito bem localizada;
  9. Se você é como eu que não gosta de ficar na praia, sugiro um mergulho no mar, em Atalaia mesmo. A água é fria e refrescante.
É isso. Foi um fim de semana bem gostoso este que passei em Aracaju.