sexta-feira, 15 de março de 2013

Um NATAL em BOGOTÁ, Colômbia

La Candelaria O que fazer em Bogotá
La Canelaria no dia de Natal: chuva e vazia

La Candelaria Bogotá, Colombia
Subindo as ladeiras da cidade histórica no dia de Natal
Fomos convidados pela família de uma amiga querida para passar Réveillon no interior da Colômbia, na zona cafeteira. Por uma questão de custo/benefício em relação ao preço das passagens, acabamos viajando no dia 24 de Dezembro: passamos toda a véspera de Natal em conexão em Lima e a noite de Natal dormindo de tão cansados que estávamos.


La Candelaria Bogotá, Colombia
La Candelaria no dia de Natal
Juan Valdez Bogotá, Colombia
Sanduíches e café colombiano em Juan Valdez, salvaram o nosso almoço
O dia 25 amanheceu chuvoso, mas mesmo assim saímos para explorar a cidade. O problema é que não havia nada para ser explorado. Como país católico, tudo na capital estava fechado e a cidade estava deserta. Praticamente só Léo e eu andávamos pela cidade histórica. 

Por sorte, encontramos a cafeteria Juan Valdez aberta e foi lá que nós salvamos o nosso almoço: sanduíches e café colombiano. Sem mais nada para fazer naquele natal de chuva, resolvemos tentar ir ao shopping na Zona Rosa da cidade. Gentilmente o moço no Juan Valdez nos explicou onde e que ônibus deveríamos tomar para chegar até lá. 

Encaminhamo-nos para o local indicado e era uma zona meio estranha, com mais movimento que a La Candelaria. O ônibus, como previsto para um feriado, demorava de passar. De repente, um doido começou a esmurrar todo micro que parava na praça onde estávamos. Entrou em um e cuspiu no motorista. Então, o motorista parou o ônibus no meio da rua e saiu com um pau na mão para bater no doido que saiu correndo. Ninguém nem piscou, como se aquilo fosse normal.

Confesso que neste momento comecei a me assustar. Além do que, o ônibus que queríamos não chegava nunca. Dirigimo-nos então a um policial que nos advertiu que não deveríamos estar ali que era uma área perigosa.


Ficamos ao lado dele, que nos indicou outro ônibus que passava próximo à Zona Rosa e que lá, segundo ele, era mais tranquilo caminhar um pouco. Parou o ônibus para nós e pediu ao motorista que nos indicasse a parada.

No shopping, tudo também estava fechado, salvo algumas lanchonetes onde comemos alguma coisa antes de tomarmos um táxi de volta ao hotel. Já estava bom de aventuras naquele dia.

La Candelaria
La Candelaria
Aprendemos uma lição valiosa com esta viagem à Bogotá: sempre ficarmos atentos às datas festivas de um país para não encontrarmos uma cidade fantasma.