sábado, 7 de junho de 2014

AHU TAHAI: Complexo Arqueológico na Ilha de Páscoa, Chile


Ahu Tahai

Ahu Vai Uri
O Ahu Vai Uri está um pouco danificado


Como eu fiquei pequenininha diante dos vigilantes de pedra de Rapa Nui
Ahu Tahai

Complexo Arqueológico Ahu Tahai: o moai no canto direito da foto é o Ahu Ko Te Riku 

Todos os dias em que estivemos em Rapa Nui, nós fomos ao Complexo Tahai. Composto de três ahus ou altares, ele é o que fica mais próximo de Hanga Roa e dos hotéis. Foi restaurado em 1968 e sete moais fazem parte do complexo. Fizemos deste lugar nossa parada obrigatória depois de cada dia de caminhada por outros cantos da ilha.

Não fomos presenteados com um por do sol espetacular, mas as nuvens pesadas de chuva, que escondiam o astro rei, deram, ainda mais ar de mistério ao lugar e parecia que a qualquer momento os moais iam falar com a gente. Mas eles só nos olharam.

Vista total do Tahai: o ahu com os cinco moais é o ahu Vai Uri, o que está ao fundo com o pukao (o chapéu) é o ahu Ko Te Riku e o que está mais à frente é o ahu Tahai

Ahu Tahai
A ilha
Os moais de fato impressionam: pelo tamanho e pelo peso de algumas toneladas. Ficamos pensando em quem as construiu, as razões e como foram trasportadas para todos os lugares da ilha. São muitas estátuas e muitos mistérios e lendas que as envolve.

Cada moai é único, tem sua própria identidade
Talvez um dos aspectos mais interessantes dos moais é que eles possuem expressões e feições distintas umas das outras e não se parecem com a população local: os Rapa Nui.

Nós ficamos largados no Tahai todo fim de tarde, olhando o dia ir embora, nos sentindo parte desta natureza quase intocada.

Por do sol ahu Tahai

Por do sol no ahu tahai - programa de todo dia


Casa dos antigos Rapa Nui: proteção contra o forte vento e invasores



Virou parada obrigatória o fim do dia aí.