sexta-feira, 27 de novembro de 2015

MEDELLÍN e arredores em POUCAS PALAVRAS:


A região de Antioquia é bonita e é interessante. Eu gosto de cidades que tem elementos que vão além da beleza óbvia. Eu gosto de cidades que tenham alma, ainda que sejam almas tumultuadas, atormentadas, caóticas, decadentes. A região de Antioquia é assim e também um misto de passado e presente, do rural e do simples que se mistura com o urbano e o complexo.

Medellín tem leves traços cosmopolitas e fortes nuances suburbanas, onde o chique e o popular são tão misturados que às vezes nos confunde. Este lugar tem história e histórias e seu povo está disposto a nos contar cada uma delas. Mais ainda, está querendo que nós escrevamos a nossa própria história em nossa passagem por lá, que deixemos nossa marca e um pouco de nossa energia. Não há como sair da Colômbia sem trazer um pouco da Colômbia conosco. Mas reconheço, este não é um país para todos.


Medellín:

É fácil andar por Medellín: basta ter um mapa.

Algumas curiosidades e particularidades: 
  • Os banheiros públicos são muito limpos. Me parece que os antioqueños tem uma preocupação com limpeza, pois mesmo o centro da cidade, onde muitas pessoas e carros transitam, são mais limpos do que em muitas cidades que conheço; 
  • O metrô, que tem cerca de 20 anos, tem cara de muito novo. Parece que acabou de ser inaugurado;
  • No centro da cidade há homens "alugando" balança. As pessoas pagam para saber o peso. Achei bárbaro tanta criatividade!
  • Vende hóstia no mercado. Igualzinha as que vemos nos rituais católicos.
Onde ir:
  • Catedral Metropolitana de Medellín (bairro Villanueva, no Parque de Bolívar): começou a ser construída na segunda metade do século XX e tem uma fachada muito bonita feita de tijolinhos;
  • La Gorda: primeira escultura de Botero, levada à Medellín, fica em frente ao prédio do Banco de La República;
  • Palacio de La Cultura Uribe Uribe: prédio do século XX, faz parte do acervo cutural e patrimonial do país. Aqui se fomenta processos e ações com o objetivo de estimular a cultura. Há exposições temporárias e a entrada é gratuita;
  • Plaza Botero (Plaza de las Esculturas): praça lotada de obras de esculturas do artista Fernando Botero;
  • Plaza Cisneros: uma praça com 300 postes de luz de 24 metros de altura;
  • Museu de Antioquia: funciona no antigo Palácio Municipal, que data do ano de 1937. Tem um excelente acervo de Botero e de outros artistas;Pajáro da Paz (Parque San Antonio): escultura de Botero que bombardeada por guerrilheiros. O artista construiu outra e hoje elas vivem lado a lado;
  • Via Margarida: linda ruazinha cheia de lojas conceito e café;
  • Metrô e Metrocable: a mobilidade urbana em Medellín é muito eficiente. Há metrôs, ônibus, metrocable e táxis. Nós utilizamos o metrô muitas vezes, além do metrocable, onde sobrevoamos as comunidades, para subir até a estação Santo Domingo onde fica a Biblioteca España, no caminho para o Parque Arvi. 
Os metrôs são de superfície e passam por cima das casas. É possível comprar bilhetes para um ou mais dias e faz parte do sistema integrado, podendo utilizar com um único bilhete mais de um meio de transporte, dentro de determinado tempo. Leva até os principais pontos turísticos da cidade.

Café Botero
Onde comer:

  • Crepes & Waffles - franquia internacional com diversos endereços, deliciosos crepes doces e salgados;
  • Astor Reposteria - restaurante super simples com cardápio variado e com opções gostosas. O cañon de cerdo estava delicioso e o suco de tangerina é maravilhoso. Fica na calle Junín, no centro.
  • Comida de Rua - Medellín tem forte cultura de comida de rua. No centro há muitas barraquinhas com frutas e doces. Muito bom!;
  • Café Botero - café que fica ao lado do Museu de Antioquia. Tem boas opções no cardápio inclusive a Badeja Paisa que aqui leva o nome de Típico Antioqueño; 
  • Mega Pizza - uma fatia de pizza é realmente mega e deliciosa. Cra. 48;
  • Café Pergamino - para um tinto e um lanche. A que fica na Via Margarida é um charme;
  • Plaza Pakita - grande galpão com muitos boxes de comida e lojas com produtos artesanais, além de restaurantes. Km 16, Via Las Palmas.
Arepa
O que comer:

Existem algumas coisas que são muito típicas nesta região:

  • Arepas - há de muitos tipos e todas são deliciosas. Caem bem com queijo, ovo, manteiga e muitas outras coisas. É acompanhamento para bandeja paisa, ótima opção no café da manhã. Minhas preferidas são as de chocolo;
  • Bandeja paisa - prato de peão: feijão, carne moída, arepas, arroz, chicharrón, ovo frito, patacón, abacate. Há variações, mas o tamanho é sempre muito grande;
  • Empanadas: não sei o que acontece com as empanadas colombianas. O que sei é que elas são divinas!
  • Tinto - café colombiano coado.
A espetacular vista da Pedra de El Peñol
Arredores de Medellín:

Santa Fé de Antioquia - Um povoado lindo e pequenino que é a cara de Antioquia. Aqui, o passado e o presente convivem com muita harmonia. Há ônibus que saem do Terminal Norte de Medellín;

El Peñol e Guatapé - Duas pequenas cidades a oriente de Medellín; Em El Peñol tem uma réplica do povoado que foi inundado pela represa. Um charme só. Em Guatapé tem a pedra El Peñol que nos dá uma vista espetacular da represa e os zócalos, elementos coloridos que dão identidade à cidade. Ônibus com destino a estes lugares saem do Terminal Sul de Medellín.

Todos são lugares que podem ser visitados em um bate/volta desde Medellín.

Ler o jornal da cidade, quando compreendemos o idioma, pode nos dar boas dicas de coisas legais que estão rolando na cidade.