domingo, 31 de janeiro de 2016

HOTEL escolhido em FLORENÇA: Best WESTERN Hotel Palazzo OGNISSANTI:


Demoramos muitas semanas até decidirmos por nossa hospedagem em Florença. Os hotéis estavam muito caros e os que cabiam em nosso orçamento não pareciam adequados. Por fim, escolhemos o Best Western Hotel Palazzo Ognissanti.

Confesso que viajei insegura porque passaríamos muitos dias na cidade e se o hotel fosse muito ruim, teríamos um sério problema, de difícil (ou impossível) solução. No Trip Advisor, embora a maioria dos comentários o tenha considerado um bom hotel, havia alguns aspectos negativos como: barulhento, muito pequeno, sem janela, tv que não funciona ou necessidade de atravessar trechos descobertos para ter acesso ao quarto, estrutura velha.

Considerei então o que de fato era importante para mim na hora de escolher um hotel: limpeza, banheiro no quarto, localização e um atendimento cordial. Não li nenhum comentário negativo a respeito desses itens e, portanto resolvemos arriscar reservando assim o Best Western Hotel Palazzo Ognissanti.


Santa Maria Novella Stazione - Florença

Rota de Santa Maria Novella Stazione até Hotel Palazzo Ognissanti

Fachada do Hotel Ognissanti
Desembarcamos em Florença (pegamos um trem no aeroporto de Roma) quase 23:00, com a estação Santa Maria Novella quase fechando. Tínhamos um mapa que o hotel nos enviou, mas não conseguíamos encontrar a rua indicada. Eu estava exausta e morta de frio. Entramos então em uma cafeteria, dentro da estação, onde os funcionários que estavam efetuando a limpeza nos colocaram no caminho correto. 

Saímos pela direita (de quem chega de trem) e descemos as escadas para a Via Luigi Alamanni. Atravessamos a linha do tram e viramos à esquerda, ainda na Via Luigi Alamanni. Contornamos os prédios, nos mantendo à direita, quando a rua se torna Via Santa Caterina da Siena, e passamos em frente à estação de ônibus e o Hotel Club Firenze, chegando à Via della Scala, com o Hotel Boccaccio em frente. Entramos então na Via della´Albero e fomos até o final, cruzando a Via Palazzuolo. Chegamos à Via Finiguerra Maso, onde está situado o Ognissanti, que fica à esquerda da rua, por este trajeto. 

Chegar a uma cidade à noite pode ser meio assustador. Era uma quinta-feira de novembro, outono, e as ruas estavam desertas e escuras. Fomos caminhando em silêncio, seguindo as indicações. Foi um alívio sem tamanho quando me deparei com minha casa pelas próximas semanas.

Nesta noite, me pareceu uma eternidade o trajeto que fizemos de Santa Maria Novella até o Palazzo Ognissanti, mas nos dias seguintes iria perceber que nós levamos menos de 10 minutos andando. Em resumo, localização perfeita. Notaríamos que nossa hospedagem estava próxima de todos os principais pontos de interesse na cidade.

Vista do corredor do Palazzo Ognissanti com a janela do quarto que ficamos à esquerda da foto: o dia amanhece lindamente em Florença.

Quarto

Escrivaninha com Tv

Quarto amplo

Banheiro amplo e limpo

Espaço na pia para as tranqueiras femininas

Chuveiro bom com box pequeno
O hotel Best Western Palazzo Ognissanti se mostrou uma maravilhosa surpresa. O recebimento foi absurdamente simpático. Os recepcionistas, assim como os funcionários do café da manhã, tinham sempre um sorriso no rosto e um atendimento eficiente. Logo no check-in pegamos mapas e fomos direcionados para nosso quarto, no terceiro andar.

Quarto amplo, com cama de casal, poltrona, escrivaninha, tv (que nunca ligamos), wi-fi, armário e uma janela com vista para um jardim com bonitas árvores. O banheiro também era largo com espaço ao lado da pia para apoiar todas as tranqueirinhas cosméticas que eu costumo levar. Estavam disponíveis as amenities básicas.

Minha única ressalva, mas que não chegou a ser um elemento comprometedor, foi o box que era muito apertado o que dificultou a movimentação durante o banho. No entanto, o chuveiro era bom e forte. Uma pessoa grande possivelmente ia sofrer um pouco mais.

Um cappuccio (como dizem os italianos) para começar o dia

Café da manhã farto, variado e gostoso

A mesa das opções salgadas

A mesa das opções doces
Embora eu aprecie tomar café da manhã na rua, lentamente, enquanto observo a dinâmica da cidade, sua velocidade através de seus habitantes a caminho do trabalho, parando para uma refeição ligeira, a primeira daquele dia, antes de executar suas tarefas diárias, eu devo reconhecer que ter o café da manhã disponível no hotel incluído na diária, é uma economia de tempo e dinheiro.

O Palazzo Ognissanti nos ofereceu essa facilidade e em verdade, nos ofereceu mais, pois o café da manhã era variado e delicioso: o maravilhoso e fortíssimo café italiano que podia ser puro ou um cappuccino (geralmente eu tomava ambos), o pão, duro e consistente onde eu colocava um fio de azeite – meu paladar agradeceu todos os dias. Doces e bolos, pães e queijos diversos. O brie era macio, mas a mozzarella era um sonho. Havia ovos também, além de sucos. Enfim, uma maneira muito gostosa de começar o dia.

O hotel ainda nos mimava com mais um agrado: deixava disponível durante quase todo o dia café, chá e os doces que restavam do café da manhã. Sempre que, por alguma razão, passávamos pelo hotel durante o dia, fazíamos uma pausa por lá. 

O Palazzo Ognissanti foi nossa casa por muitos dias, aprovadíssimo, e deixou saudades sem dúvida alguma.