sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

APERITIVO: apreciando uma TRADIÇÃO Italiana em Florença:


Encerramos o primeiro dia em Florença com uma tradição italiana deliciosa onde pudemos relaxar e internalizar toda a arte vista no dia passado na Galleria Uffizi, aquecidos, longe do frio daquela noite.

Muitas pessoas na porta da Galleria degli Iffizi

Florença em frente a Galleria degli Uffizi

Ruas de Florença em uma noite de outono

Chegando na Piazza della Signoria

Piazza della Signoria
Quando deixamos a Galleria degli Uffizi já era noite e fazia muito frio. Ainda assim, havia muitas pessoas circulando pelas ruas. Viramos à esquerda na galeria e chegamos à Piazza della Signoria. Os ventos que corriam ali congelaram a minha alma.

A praça é umas das principais de Florença, onde está situado o Palazzo Vechio e a Fontana di Netuno, além de uma das réplicas do Davi de Michelangelo. A iluminação noturna dava uma tonalidade amarelada ao lugar e os ventos um ar de tristeza. Lembro que estas foram as minhas primeiras impressões da famosa praça florentina, naquela quinta-feira de novembro.

Havia muitos orientais tirando fotos de todos os ângulos possíveis e apesar de achar a cena divertida, nós não nos demoramos muito na piazza desta vez. Nenhuma das esculturas presentes nela me chamou particular atenção. Em verdade, naquela noite gelada eu só queria sair dali e ir para um lugar aquecido.

Via dei Calzaiuoli

Pessoas com suas compras de Natal e lojas como Chanel (mais à esquerda da foto) convivendo harmoniosamente com barraquinhas de rua
Pylones - loja conceito

O belo complexo: Duomo, Batistério, Campanário

Belos monumentos de Florença

Caminhar pelas ruas: programa que não tem preço
Cansados e famintos, saímos em busca de um lugar para jantar, mas a maioria dos lugares em Florença só abre a partir das 19 horas. Sendo assim, como ainda faltava muito tempo para os restaurantes e cafeterias abrirem, fomos passear na Via dei Calzaiuoli, que começa na Piazza della Signoria.

Estávamos a poucas semanas do Natal, então havia razoável número de pessoas fazendo compras. Ali havia loja para muitos gostos e muitos bolsos, incluindo barraquinhas de rua.

O que me chamou particularmente a atenção em Calzaiuoli foi o contraste: de prédios antigos com os muito antigos. De lojas de roupas muito modernas coladas com igrejas seculares. Lojas como Chanel dividindo a mesma rua com ambulantes.

Entramos na Pylones, uma loja de acessórios diversos, que eu gosto muito. É uma loja conceito com um design muito bacana, colorido e divertido para coisas comuns e cotidianas, como saleiros, porta-retratos, fones de ouvido e mil outras coisas interessantes.

Passamos então em frente ao complexo que envolve o Duomo o Campanário e o Batistério: são estruturas belíssimas! Também ali, apenas passamos sem nos determos mais que alguns minutos. 

Saúde

Deliciosos pequenos sanduíches do buffet

Escolhendo um vinho

Buffet sobre o balcão

Vinho escolhido recomendado pela garçonete

Pequenos e gostosos sanduíches do buffet

Caffe Amerini

O cardápio

O buffet

Caffe Amerini
Voltamos a percorrer as ruas em busca de um lugar para comer. Estava quase desistindo quando nos deparamos com o Caffe Amerini (Via dela Vigna Nuova, 63-r, 50123) que já estava aberto e servia o aperitivo. Lugar pequeno, comprido, com decoração agradável, atendimento sorridente e eficiente, bom e barato.

O aperitivo é uma tradição iniciada lá pelo século XIX e praticada atualmente em algumas cidades italianas, para o happy hour, onde pedimos uma bebida alcoólica e podemos desfrutar do buffet oferecido pelo local, que varia muito de lugar para lugar: confesso que nós adoramos esta tradição, mesmo nas cafeterias/restaurantes mais modestos, e usufruímos dela algumas vezes. Esse muitas vezes foi nosso jantar, apesar de os italianos geralmente jantarem após o aperitivo. 

Os lugares que servem aperitivo indicam isso com cartazes na porta, com o horário que se inicia e o horário em que ele é encerrado. O do Amerini terminava às 20:30.

Pedimos duas taças de vinho branco da Villa Isabela dei Medici, recomendado pela garçonete, uma moça extremamente simpática. Eu não gosto muito de vinho branco, mas ela recomendou com tanto entusiasmo, eu estava tão feliz por estar em Florença e por ter passado o dia inteiro na Uffizi que aceitei a sua sugestão e não me arrependi. O vinho era de fato muito bom.

O buffet era praticamente de mini sanduiches, com recheios variados, mas havia outras coisas, como azeitonas e batata frita: todas as opções estavam dispostas sobre o balcão. Muitos italianos entraram, possivelmente depois de um dia de trabalho, tomaram uma taça de vinho ou outro drinque qualquer, se serviram dos sanduíches e seguiram seus caminhos. Assim, entre goles de bom vinho, bocados de sanduichinhos e observando a vida local, nós encerramos nosso primeiro dia em Florença.

Voltando para o hotel, com a noite fria e agradável
Saímos do café e percebi que os ventos haviam parado de soprar, tornando a noite fria e agradável. Fomos caminhando para o hotel e definitivamente esta liberdade de andar sem medo não tem preço.