domingo, 24 de julho de 2016

FRAUENKIRCHE (Igreja de Nossa Senhora) no HAUPTMARKT, o coração de Nuremberg, Alemanha:


Já que estávamos no Hauptmarkt tomando café, ficamos por ali mesmo aproveitando a vantagem de ser verão, de haver movimentação de pessoas e luz e de o dia estar longe de terminar. 

A feira do Hauptmarkt com a rainha Frauenkirche ao fundo

O Hauptmarkt e seus formosos edifícios

Hauptmarkt 

Hauptmarkt 

O colorido do Hauptmarkt 

Barraquinha de Lebkuchen (pão de mel típico) no Hauptmarkt 
O Hauptmarkt é o coração de Nuremberg: uma praça não muito grande, cercada de lojas de souvenires, cafés, restaurantes, sorveterias e chocolaterias. A rainha do Hauptmarkt é a Frauenkirche (Igreja de Nossa Senhora).

Uma feira se forma ali todos os dias com banquinhas cheias de frutas variadas e cheias de cor, além de biscoitos típicos da região como o Lebkuchen. À primeira vista a feira pode parecer completamente deslocada, fora de lugar, escondendo a beleza do local, mas depois de passarmos tantas e tantas vezes por aqui, não consigo mais imaginar o Hauptmarkt sem o colorido de sua feira e dos sons dos feirantes. Acho até que pareceria triste.

Aqui também acontece a famosa feira de Natal de Nuremberg. A mocinha que trabalha na recepção do Ibis (nossa hospedagem na cidade) nos disse que essa é sua época preferida em todo o ano e que a feira é linda e cheia de coisas deliciosas para comer.

Pode ser. Eu acredito mesmo, mas qualquer evento ou lugar que esteja repleto de pessoas me afugenta: não gosto de multidões. Ela contou que durante o Natal, mal se consegue andar pelas ruas e que, embora os turistas sejam muito bem vindos, ela gostaria de um pouco menos de gente circulando para poder saborear melhor as comidinhas.

Acho que gostei muito mais de conhecer a praça e o mercado em dias mais tranquilos.


A Schöner Brunnen

A Schöner Brunnen ao fundo no Hauptmarkt

Argola de ferro
Esse coração vibrante da cidade já foi palco de um momento histórico triste e recente: em 1933 houve aqui uma queima de livros, orquestrada pelos nacional-socialistas, de autores considerados subversivos como os de Karl Marx.

O Hauptmarkt possui outro adorno cheio de simbolismos: a Schöner Brunnen, fonte gótica com 19 metros de altura, dourada. Infelizmente quando nós estivemos lá ela estava em reforma e toda coberta. Não pudemos ver o seu tão alardeado esplendor.

A fonte tem de cada lado, uma argola de ferro que, segundo diz a tradição, uma delas é para sorte e desejos genéricos, enquanto a outra é para fertilidade desde que a giremos três vezes. Apenas uma delas estava exposta e Léo a rodou desejando sorte para nós. Acho que fomos atendidos porque a viagem foi até o fim muito bem. 

A parte superior da Igreja de Nossa Senhora com seu relógio: beleza

Esperando no Hauptmarkt para ver o espetáculo do relógio

Esperando no Hauptmarkt para ver o espetáculo do relógio

Pessoas esperando no Hauptmarkt para ver o espetáculo do relógio

O relógio com o Imperador e os trompetistas

O espetáculo do relógio, secular, com os príncipes eleitores que rendem homenagem
A Frauenkirche foi reconstruída após ter sido destruída durante a Segunda Guerra. A original era do século XIV, encomendada pelo imperador Carlos IV e construída no lugar de uma sinagoga. A parte superior de sua fachada é especialmente bonita. Ela possui um relógio encantador de Männleinlaufen, responsável por um espetáculo de sons e giros que já acontece há muitos séculos, ao meio dia. Os rituais costumam me fascinar.

O relógio só foi instalado na igreja no século XVI em comemoração à Bula de Ouro de 1356, que determinou, por um período de mais de 400 anos, a estrutura do Sacro Império Romano-Germânico.

No relógio, o Imperador é homenageado pelos príncipes eleitores em uma procissão ao som de sinos e trompetas.

Fomos um dia especialmente para assistir ao espetáculo secular. Outras pessoas fizeram o mesmo que nós. Não demora muito para começar e foi bonitinho, mas confesso que o fato de aquela apresentação acontecer há muitas décadas me atraiu mais que a exibição em si. 

Porta lateral da Frauenkirche

Frauenkirche vista de cima

Beleza na simplicidade de Frauenkirche

A estrela de Davi: aqui antes era uma sinagoga

Frauenkirche e seus detalhes 
Eu queria entrar na igreja, mas ela parecia estar fechada, até que vi uma senhora entrando por uma porta lateral. Eu não resisti e fui atrás. Havia um grupo de senhores e senhoras alemãs lá dentro.

Estava iniciando minha exploração pela igreja quando uma senhora falou comigo em alemão, fazendo sinais para segui-la. Eu sorri e recusei fazendo gesto negativo com a cabeça. Um a um do grupo deles foi sumindo atrás de uma porta que eu cheguei a pensar que era a saída.  

Até que um senhor nos chamou e insistiu que nós o seguíssemos mesmo quando descobriu que não falávamos alemão: fomos.

Qual não foi a minha surpresa quando mi vi diante de uma estreita escada e subimos atrás do grupo. Fomos parar na parte superior da igreja o que nos possibilitou uma visão ampla e maravilhosa dela e de seus elementos.

Não entendemos patavina do que a guia deles falava: outro senhor tentou nos ajudar traduzindo um pouco das explicações, mas seu inglês era muito rudimentar. Entendemos apenas que aquele era um lugar reservado e não aberto ao público. Quase beijei cada um deles por nos presentearem gentilmente com aquele convite. 

Ali no topo, ouvindo aquela indecifrável língua alemã sendo falada, embalada pelos risos e comentários do grupo, eu apaixonei-me pela pequena Frauenkirche, intimista e charmosa. Fiquei imaginando como um casamento ou batizado seria bonito naquela igreja.

O altar gótico data de 1445, onde é possível ver uma estrela de Davi. Aquilo para mim, esse sincretismo, simbolizou uma semente de tolerância entre povos e religiões. Até porque essa igreja foi construída sobre o sangue de milhares de judeus, então a lembrança através da estrela, é no mínimo justa, para não esquecermos. Os vitrais iam mudando a atmosfera da igreja, à medida que a luz modificava sua posição. 

Nossos gentis alemães

Hauptmarkt vista da Frauenkirche

Hauptmarkt vista da Frauenkirche

Gárgulas da Frauenkirche tomam conta de tudo

A expressão da felicidade pelo convite para ter acesso à parte superior da Frauenkirche
Em seguida a guia ainda nos levou até a balaustrada onde vimos o Hauptmarkt de cima. Entendemos que dali o clero abria as festividades de Natal todo ano. Que privilégio o nosso!

Vimos sob outra perspectiva os prédios que circundam a praça, o seu traçado reto e o mercado que estava sendo desmontado.

Vimos as pessoas parando para tirar foto e notamos a presença marcante da fonte, mesmo estando ela toda embrulhada.

Olhamos mais de perto as gárgulas que desde a Igreja de Nossa Senhora vigia a praça principal da cidade.

Para minha satisfação, júbilo e prazer, o sol ainda estava ali quando saímos da igreja e por isso pudemos continuar vagando pelas ruas de Nuremberg, descobrindo outros ângulos dessa cidade de contrastes e dissonâncias.