terça-feira, 2 de agosto de 2016

LORENZER Platz, Nuremberg, Alemanha:


A Lorenzer Platz é uma das praças mais interessantes de Nuremberg: ela é vibrante, alegre, movimentada e cheia de elementos atraentes, além da belíssima St. Lorenz Kirche, a igreja gótica com suas duas torres que sobreviveram aos bombardeios dos aliados durante a Segunda Guerra Mundial. 

Lorenzer Platz com a Fonte das Virtudes e Nassauer Keller ao fundo

Nós na Lorenzer Platz e Nassauer Keller ao fundo

Nassauer Keller

A fofa e pequenina entrada da Nassaur Keller
Em uma das esquinas está a linda Nassauer Keller, com suas janelas dispostas de maneira assimétrica, a escultura de um anjo protetor e a predominante cor terrosa tão típica da cidade.

Os pisos inferiores dessa mansão datam do século XIV enquanto os pisos superiores são do século seguinte. A pequenina entrada me remeteu às inúmeras histórias de fantasia que ouvi e li durante toda a minha infância.

Não se sabe quem era o dono original da casa, mas ao longo das décadas, muitas famílias foram proprietárias. Foi duramente atingida durante e Segunda Guerra e restaurada entre os anos 50 e 52. 

A Fonte das Virtudes

A Fonte das Virtudes

A Lorenzer Platz com Fonte das Virtudes e uma parte da St. Lorenz Kirche


Pessoas sentadas na base dA Fonte das Virtudes
Em frente à St. Lorenz Kirche está a Fonte das Virtudes (Tugendbrunnen) criada no final da Renascença entre 1584 e 1589 por Bento Wurzelbauer retratando as virtudes - fé, esperança, caridade, coragem, temperança e paciência coroadas pela justiça. Dos seios das virgens jorram água.

Cada virtude se opõe a um pecado capital e na escultura de ferro cada uma delas está representada por um símbolo: o amor traz consigo dois filhos, a coragem tem um leão e a moderação carrega uma jarra de vinho.

A paciência está acompanhada de um cordeiro, a fé de uma cruz e um cálice e a esperança de uma âncora. Os querubins estão logo acima carregando o brasão da cidade de Nuremberg.

A justiça, no topo, detém uma balança e uma espada e está com os olhos vendados indicando que a justiça é para todos sem distinção. Ou pelo menos assim deverá ser.

Aos pés da Fonte das Virtudes, pessoas: vivas, novas, velhas, modernas, contemporâneas, homens, mulheres, alemães, turistas: muitas pessoas que passam pela Lorenzer Platz param por um momento (ou muitos) sentando-se em sua base para conversar, descansar, matar o tempo, falar ao telefone. É tão natural e relaxado que eu me peguei presa a mais esta cena da cidade.

Lorenzer Platz e sua leve inclinação

Lorenzer Platz: boa vista de telhados e torres de Nuremberg
Da Lorenzer Platz, que possui leve inclinação em um de seus lados, nós temos uma boa vista de telhados e torres de Nuremberg. Eu amo telhados e os daqui são especialmente bonitos porque são muito típicos do país, com suas inclinações românticas.

É possível vermos uma mistura de formatos, cores, aparência produzindo um conjunto lindamente harmonioso: poderia ser a pintura de algum artista famoso, pois nem parecia real. 
Lorenzer Platz: banca de frutas, loja de artigos de cozinha conceito e os adornos da praça
Do lado esquerdo (para quem está de frente) da igreja, nós encontramos uma banca com as muito coloridas frutas que são vendidas por aqui. Aliás, pelo centro, sempre nos esbarramos aqui e acolá com algumas dessas bancas: elas fazem parte do cenário de Nuremberg.

Ao lado, uma loja chamada Küchen Loesch, algo como Cozinhas Loesch, com objetos conceito para cozinha e cozinheiros: cada coisa mais linda que a outra, mas nada exatamente barato. Ficamos um tempão fuçando as mercadorias expostas, que não eram poucas, porque coisas bonitas e diferentes me atraem.

Karolinenstraße com St. Lorenz e a Lorenzer Platz ao fundo

Monumento ao Peter Henlein

Peter Henlein, o inventor do relógio de bolso

Buchhandlung Jakob, uma livraria muito fofa

Urban Outfitters

Área com muitos calçadões, ótimo para caminhadas

Loja cheia de comida saudáveis
Deixamos a Lorenzer Platz pela Karolinenstraße e seguimos em direção à Josephs Platz onde está o monumento ao Peter Henlein, o relojoeiro que inventou o relógio de bolso, todo em ferro, no início do século XVI e que era natural da cidade. Sua invenção teria sido a mola propulsora para outras invenções, desenvolvendo a indústria de relógios. Pouco se sabe sobre a vida do inventor.

Essa é uma área muito agradável para se caminhar, pois há muitos calçadões, lojas como Adidas, H&M, Urban Outfitters, além de preciosidades como a Buchhandlung Jakob, uma livraria muito fofa, que funciona em um prédio meio torto, muito antigo, com janelas no telhado e da Für Sie, uma loja muito charmosa, vendendo comida e bebidas coloridas e com aspecto de saudáveis.

Boutique da Nespresso

Praça onde está localizada a Boutique da Nespresso

Esculturas para todo lado

Atravessando a Fleischbrücke

A vista que nós temos da Fleischbrücke

Esperando o espetáculo do relógio na Hauptmarkt começar e ele em funcionamento com os príncipes eleitores rendendo homenagem ao Imperador: séculos de tradição.

Pessoas esperando o espetáculo do relógio no Hauptmarkt
Paramos na Boutique Nespresso para tomarmos um café Limited Edition, lungo, que estava sendo lançado, cuja localização fica em uma praça muito bonita, não parecendo muito antiga, sendo tampouco moderna, com uma intrigante escultura em frente.

De lá, como já estava próximo de bater as doze badaladas, fomos para o Hauptmarkt para ver o espetáculo do relógio da Frauenkirche, onde os príncipes eleitores rendem homenagem ao Imperador Carlos IV.

Para chegarmos lá, atravessamos a Fleischbrücke, com sua interessante curvatura, inspirada na Ponte Rialto de Veneza. Depois de a termos apreciado de longe, desde a Museumbrücke, ela inesperadamente apareceu em nosso caminho e pudemos deixar nela a energia emanada de nossos passos.