domingo, 25 de setembro de 2016

ALBERT HEIJN, uma instituição holandesa:

Albert Heijn da Estação Central de Utrecht Holanda
O Albert Heijn da Estação Central de Utrecht
Antes de continuarmos nossa jornada pela belíssima Holanda, quero falar sobre uma de suas instituições: o Albert Heijn. A rede de supermercados tipicamente holandesa faz parte da paisagem do país e me atrevo a afirmar com muita convicção que é mais fácil nos depararmos com um Albert por lá do que com um moinho e se vacilar é até mais fácil estar diante de uma das unidades da marca do que estar na presença de um dos onipresentes canais que cortam as cidades.
O AH está por todo lado: em pontos turísticos, aeroporto, estações de trem, prédios antigos e históricos, enfim, em cada esquina de todo o território nacional.

Talvez a única certeza que tenhamos ao visitar a Holanda seja a de que vamos encontrar um Albert muitas e muitas vezes. Li, ou ouvi em algum lugar que a marca está presente em portos e aeroportos, além de estações de trem e ônibus, para que ao desembarcar os holandeses possam suspirar e dizer: estou em casa!

O ônibus em Utrecht com as compras do Albert Heijn to go
Esperando o ônibus em Utrecht segurando minhas compras do Albert Heijn nas mãos
Albert Heijn
Compras do Albert Heijn: amoras, camarões, pão e queijo
O Heijn fez parte de nossa temporada no país. Tomamos muitos cafés da manhã e jantares na rede. Passeamos pelos supermercados porque gosto muito de ver o dia a dia das pessoas, o que elas comem, compram, as marcas que são vendidas, os tipos de frutas disponíveis. Eu me perco em meio aos corredores como se estivesse em um museu.
No entanto, o meu xodó dessa vez foram as unidades to go do AH. Geralmente pequenos e movimentados, eles estão repletos de boas opções prontas e individuais de refeições: para todo paladar e bolso também.
Era costume, em um dia de muitas caminhadas, cansados, com o frio gelando os ossos, passarmos para comprar uma mini garrafa de vinho e uma deliciosa refeição.
Ou então, antes de começarmos a explorar um lugar passar no to go para um café e um sanduiche, além de algumas deliciosas frutas. 
Albert Heijn Holanda
Estação Central de Haarlem tomando café da manhã comprado no Albert Heijn

Albert Heijn, Holanda
Albert Heijn: amoras

Albert Heijn, Holanda
O charme do Albert Heijn to go: saco de papel

Albert Heijn, Holanda
Jantar no Albert Heijn to go: salada, massa e vinho orgânico
Eu adorava os nossos momentos to go. Em meio àquelas pessoas comprando café da manhã, a caminho do trabalho, eu me sentia um pouco fazendo parte da cidade. As compras eram colocadas em bags de papel, uma coisa muito lúdica (além de ambientalmente mais saudável, claro), pois me remetia à minha infância.
Por falar em meio ambiente, saudável e essas coisas que tanto discutimos atualmente eles tem uma linha de orgânicos que podemos identificar pelo nome biologisch. Eles ficam espalhados pela loja.
Outra coisa sobre o AH é que cada unidade tem, digamos assim, sua identidade, então pudemos variar o cardápio. Uma coisa, no entanto, todos pelos quais nós passamos (e foram muitos) tinham em comum: a gentileza e eficiência dos funcionários.
Importante em qualquer mercado: sempre, sempre olhe a data de validade. Especialmente em refeições prontas.
Mais duas coisinhas sobre meu querido AH: não aceitam cartões, pelo menos não os emitidos fora da Holanda. Devemos ser rápidos ao colocar e retirar nossas compras assim como ao efetuar o pagamento. Caso contrário, enfrentaremos caras feias. Não devemos ficar meia hora guardando o troco ou retirando as compras pagas do caixa.

Se estivermos no supermercado (isso vale para a maioria dos mercados na Europa) nunca, jamais, em tempo algum devemos misturar nossas compras com as do cliente à nossa frente. Temos que esperar que a atendente coloque o separador. Aqui também, devemos ser céleres. 

Nós visitamos a Holanda em Outubro de 2013