quinta-feira, 22 de setembro de 2016

VOLEDAM, Holanda:

Na parada de ônibus esperando para ir à Voledam
O dia já começava a dizer tchau para nós em Edam, mas ainda havia luz no horizonte e então resolvemos parar em Voledam para ver o por do sol.

Para isso, usamos o mesmo bilhete que nos levou de Amsterdam até Edam e pegamos o mesmo ônibus na mesma parada. Ele não demorou a chegar. 

Voledam

Voledam

As lindas casas de Voledam

Para todo canto que olhemos, Voledam exala beleza

Casas em Voledam que se debruçam sobre o canal

Certa bagunça discreta em Voledam

Voledam - Carrinho de sorvete

Os barcos atracados no pier em Voledam

Léo, eu e Voledam

Calçadão que margeia o pier em Voledam

O sol começa a se por em Voledam

Vento, frio e beleza em Voledam

Voledam em 360 graus

Um momento, por favor, para apreciar a beleza de Voledam
Voledam é uma antiga vila de pescadores situada 20 quilômetros, mais ou menos, ao norte da capital holandesa, na orelha do rio IJsselmeer. Não tivemos muito tempo para explorar a cidade, mas o pouco que vimos foi suficiente para comprovar a beleza da região.

Ela se mostrou um pouco mais colorida que Edam, com certa bagunça discreta. Ao desembarcar, seguimos direto para o pier e as cores estavam lindas. Lá encontramos barcos ancorados, pequenos e charmosos restaurantes, carrinho de sorvete e lojas.

Caminhamos ao longo do calçadão: havia vento e fazia muito frio. Poucas pessoas circulavam e alguns estabelecimentos estavam fechados. Fomos até o outro lado do dique sem nenhuma outra intenção além de apreciar a venustidade do cenário.

Restaurant de Lunch em Voledam

Restaurant de Lunch em Voledam

Léo, uma pizza, uma cerveja e Voledam

Frio em Voledam: só descalcei as luvas para comer

Pizza em Voledam: deliciosa 

A natureza dá espetáculo em Voledam

Restaurant de Lunch em Voledam

Nos despedimos de Voledam com esse belo cenário
Paramos no Restaurant de Lunch (Haven 96, 1132) para um lanche. Pedimos pizza no balcão e sentamos para comer de frente para o pier, observando o horizonte e sua mudança sutil de cores, que nos oferecia um espetáculo de encher os olhos e deixar a alma em festa, enquanto comíamos (3,50 euros to go e 4,00 euros to eat in).

A pizza estava ótima e o local, mesmo frio (eu só tirei as luvas para comer e minhas mãos quase congelaram) estava aprazível, porque o visual à nossa frente valia muito enfrentar a temperatura baixa e o vento.

Minha ceia comprada no Albert Heijn to go

Schiphol Airport onde pegamos o shuttle para o hotel
Para voltarmos à Amsterdam, fizemos o mesmo caminho de volta: o mesmo ônibus, na mesma parada em Voledam para Amsterdam Centraal Station. Aqui compramos um bilhete de 3,90 euros com destino ao Schiphol Airport. 

No aeroporto compramos um lanche na rede de mercados Albert Heijn, que fez parte de toda nossa temporada no país: um iogurte grego mais uma salada pronta para ser consumida por 5,00 euros no total. 

No trem Estação Central de Amsterdam - Aeroporto tivemos que apresentar nossos bilhetes ao ferromoço. 

Em Schiphol, pegamos o shuttle for free para o Ibis.